Por Uma Nova Escola

Em tempos em que os jovens não sabem mais o valor do aprendizado e do ensino, em que o mais rápido é o melhor, em que os fios já não existem mais porém a conexão é cada vez mais rápida e eficiente, existem ainda métodos que por uns são considerados arcaicos e por outros revolucionários para ensinar e aprender.

Fico feliz ao abrir o meu e-mail e encontrar uma mensagem da minha amiga Cibele Sidney contendo um pedido de ajuda na divulgação de um projeto que busca despertar o senso crítico nos jovens brasileiros. Cibele, professora, e Mara Zumpano, pedagoga, uniram-se para mudar O FUTURO DA NOVA GERAÇÃO “Y”. A ideia visa apresentar conteúdo político, social e de diversos assuntos pertinentes, aos jovens, de forma clara e objetiva na própria linguagem jovem. Vídeos serão publicados no Youtube e também divulgados em uma página no Facebook.

As duas guerreiras da educação estão agora precisando de apoio na divulgação desse projeto e solicitam a proliferação do documento abaixo de forma exponencial… Faça sua parte também, se você acha viável esse projeto!

Grande abraços… o arquivo está disponível no link abaixo.

 

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O DOCUMENTO

 

Inova Portugal

Inovação é a palavra de ordem do seu dia-a-dia?

Sonha em desenvolver um produto/serviço global?

 

PARTICIPE NO CONCURSO INOVPORTUGAL! 

 

Convertemos ideias em Projectos Globais!

 

Inscreva-se hoje (em 30 secs) em www.inovportugal.comPrémios até 150.000€

 

Concurso InovPortugal é uma iniciativa da Associação Acredita Portugal que se destina a empreendedores inovadores. Dele deverão resultar negócios com potencial de internacionalização, intensivos em inovação, de qualquer sector de actividade.

 

 

Todas as ideias são válidas, independentemente da fase de desenvolvimento em que se encontrem, por isso, devem fazer a sua candidatura eminovportugal.org até dia 4 de Dezembro:

  • ·         Pessoas com uma ideia empreendedora;
  • ·         Pessoas com uma ideia e o respectivo plano de negócio;
  • ·         Pessoas sem uma ideia/projecto empreendedor, mas que gostavam de se juntar a uma equipa existente.

 

 

Pode candidatar até 3 ideias/projectos!

 

 

Após a fase de inscrições a Associação Acredita Portugal dá acesso, de forma gratuita, a um Curso de Empreendedorismo online, denominado deDreamFactory, que ajuda a estruturar ideias em planos de negócio.

Acredita Portugal é uma organização sem fins lucrativos que tem como objectivo apoiar o Empreendedorismo em Portugal. Mais informações em www.acreditaportugal.pt ou  inovportugal@acreditaportugal.pt.

 


Acelerador: Construção

Aceleradores de partículas – a construção

Depois de cavado nosso túnel, podemos colocar as coisas nos seus devidos lugares. Começaremos com o tubo de cobre, que fará um forte vácuo por dentro, para que as partículas viagem. Por que o cobre?

Simples. Porque ele é um ótimo condutor de eletricidade e magnetismo. Afinal, precisaremos de ambos.

O tubo de cobre tem que ser organizado de uma forma que forme uma série de células que chamamos de cavidades. E o espaço dessas cavidades é combinado com o comprimento de onda das microondas. Podemos usar tanto elétrons quanto pósitrons (antipartícula do elétron), pois passam em grupos por essa cavidade e esses grupos têm que ser impulsionados no tempo certo dentro do campo elétrico para as cavidades.

Nos cíclotrons é onde produzimos as microondas e, através dele, os elétrons viajarão com uma velocidade regular. Quando os elétrons variam a velocidade, eles emitem radiação na forma de microondas (e que radiação!)

Os imãs supercondutores são colocados ao longo do tubo e mantêm os feixes de partículas confinados e organizados bem no meio em uma série de polos alternados (positivo\ negativo).

E para a tão esperada colisão? Precisaremos de alvos, não é mesmo? Para esses alvos podemos utilizar finas folhas de metal. E, o mais importante, depois de todo esse trabalho…os detectores.

Pois, através deles conseguiremos ver as partículas e a radiação emitida por elas depois da colisão. Não esqueça de que isso tudo tem que ser feito no vácuo. Mas, por que o vácuo?

Em primeiro lugar, para evitar faíscas que danificariam as estruturas do nosso acelerador e evitar a perda de energia. Afinal, não queremos que nossos feixes de partículas colidam com moléculas de ar, não é mesmo? Se isso acontecesse o nosso experimento estaria perdido.

Ah! Não se esqueçam de manter o sistema de resfriamento em ordem: não queremos que a tubulação de cobre derreta ou se expanda, qualquer alteração será um desastre.

 

Os computadores e eletrônicos controlarão a fonte de partículas, os clístrons e os ímãs usados. Mas não são simples computadores, serão supercomputadores, com supermemórias para monitorarem os feixes, coletar registros, analisar dados e desligar o sistema em caso de uma emergência.

 

Os detectores e as Tvs estarão por todo o sistema, para monitorarem vazamentos. Agora nosso acelerador está pronto.

 

Então… bom “divertimento”!

O Melhor Trato!

Em contato com o CienTecno, dois estudantes curiosos, hoje já formados em Engenharia de Computação, pediram ao site um apoio na divulgação de seu novo empreendimento. Segue abaixo texto referente ao MELHORTRATO.COM, enviado por eles.

Dois amigos engenheiros em computação (Eng. Rennella Cristian e Eng. Amiune Hernán) com só su tempo e esforço (sim investimento) acabam de desenvolver um novo empreendimento para todo o Brasil, com uma nova tecnologia de grande utilidade para as pessoas.

oMelhorTrato.com compará em tempo real pela Internet e em menos de 5 segundos, todos os empréstimos, cartões de crédito e fundos de investimento do país.

 

Desta maneira, se busca ajudar a reduzir notavelmente longas horas de espera nos bancos e solicitar mais rapido um empréstimo ou cartões do crédito.

 

Você pode usar o site de maneira fácil, rápido, sem necessidade de cadastrar-se e é gratuito.

 

Em o futuro você vai a poder comparar seguro de carro, vida, moto, seguro de viagem e residencial em diversas empresas ao mesmo tempo com citações precisas em tempo real ao instante.

 

Tudo começou a partir de uma solução real e concreta como existe no Primeiro Mundo, como Inglaterra, Europa ou os Estados Unidos onde simplesmente preenchimento um pequeno questionário você pode acessar as melhores o opções do mercado financeiro.

E continua o Acelerador!

ENQUANTO ISSO, NO CIENTECNO… CONTINUAMOS COM O ACELERADOR DE PARTÍCULAS!

Para começarmos a construir nosso acelerador de partículas, vamos ter que saber um pouco sobre as partículas.

Bom, nos anos de 50 e 60 foram descobertas centenas de partículas menores do que as três já conhecidas: prótons, elétron e nêutrons.

E com o tempo, os aceleradores de partículas foram ficando cada vez maiores e a tecnologia cada vez melhor, possibilitando assim, que mais e mais partículas fossem descobertas.

Muitas delas sobrevivem por menos de um bilionésimos de segundo e outras se combinam entre elas, formando partículas cada vez mais estáveis. E foi assim que surgiu a nossa “Tabela Periódica das Partículas”, ou melhor, o nosso Modelo Padrão, através dessas detecções e observações.

Nós já conhecemos as quatro forças fundamentais que são:

– Nuclear Forte que mantém o átomo unido;

– Nuclear Fraca que faz parte do decaimento radioativo;

– Eletromagnetismo que faz a interação das partículas;

– Gravidade que é a força de atração entre massa e distância (essa todo mundo sente e conhece).

E, através dessas quatro forças que tivemos conhecimento das partículas e montamos nosso Modelo Padrão. Assim sendo, a matéria é dividida em:

– Léptons : Partículas Elementares que não matem o núcleo do átomo unido (ex. elétrons e neutrinos);

– Quarks: Ao contrário dos Léptons, mantém o núcleo unido;

– Antimatéria: as antipartículas, com as mesmas características das partículas, mas com cargas opostas;

– Hádrons: Partículas compostas (ex.prótons e nêutrons);

– Bósons – partículas carregadas que dão origem a outras.

E existem também os Férmions, que são os excluídos (coitadinhos), pois não são nem matéria e nem antimatéria. Então, você deve estar se perguntando: E o que eles são exatamente? São, simplesmente, Férmions e pronto!

 

 

 

 

 

Agora nós conhecemos um pouquinho das nossas partículas e podemos começar a nossa construção.

Iremos construir um acelerador linear, como o linac que está situado no Laboratório de Acelerador Linear de Stanford (SLAC), na Califórnia. E como o SLAC, precisaremos de 3 km de comprimento.

Decidi fazer ele linear, pois como eles fazem a mesma coisa que os circulares, só é mais fácil para cavar em linha reta do que em círculos não é mesmo? Nesse túnel colocaremos o nosso tubo de cobre, onde os nossos elétrons acompanharão as ondas que serão criadas pelos geradores de ondas (conhecido como clístrons).

Os eletroímãs é que vão manter as partículas alinhadas num feixe estreito até atingirem o alvo. E quando esse feixe atinge o alvo, no fim do túnel, os detectores irão registrar tudo, tanto as partículas quanto a radiação que será liberada.

Então, vamos começar cavando nosso túnel e colocando os devidos equipamentos, pois ainda tem mais coisas para fazer!