CURSO DE ELEMENTOS FINITOS

O NCE, Núcleo de Cálculos Especiais, empresa de engenharia que presta serviços de análise estrutural pelo Método de Elementos Finitos (MEF) e soluções na área de CAE (Computer Aided Engineering), está com vagas abertas para o curso “Elementos Finitos- A base da tecnologia CAE”. São 35 vagas destinadas aos alunos da FEB e 10 para empresas da região.

O curso de 40 horas será ministrado pelo Prof. Dr. Avelino Alves Filho, com duração de cinco dias, 8, 9, 12, 13 e 14 de dezembro.

Para que a empresa confirme a realização do curso é necessário que haja um número mínimo de 20 participantes.

Os interessados a participarem do curso devem preencher uma lista de interesse disponível no site da Pro Junior (www.projuniorbauru.com.br)

Os participantes do curso terão direito a uma apostila e a um certificado.

 O preço do curso para alunos da Unesp é de R$700,00 e R$2000,00 para as empresas.

Este valor pode ser parcelado em 3 vezes, pagos nos dias 17/10, 15/11 e 05/12.

Este curso está sendo viabilizado pelo Aerodesign, Baja e Pro Junior e conta com o apoio da FEB e do departamento de Engenharia Mecânica.

 

 

 

 

A CIÊNCIA INVADE BAURU

[photopress:top2.jpg,full,pp_image]

Semana Nacional de Ciência & Tecnologia movimenta a cidade Sem Limites

Começa na próxima segunda-feira (18/10) a Semana de Ciência e Tecnologia de Bauru (SNCT); o tema deste ano é “Ciência para o desenvolvimento sustentável”. Em sua 7ª edição, entre os dias 18 e 24 de outubro, o evento conta com a participação de mais de 40 instituições e centros de produção e difusão de C&T de Bauru e região. A Semana de C&T vai contar com quatro eventos principais: o Ciência-Tour, o Ciência vai à Escola, a Festa da Ciência e o Observatório Móvel.

No Ciência-Tour, na quarta e quinta-feira, alunos e professores da rede pública de ensino visitarão os centros bauruenses nos quais a ciência é a grande atração. O Ciência-Tour é uma visita monitorada que mostrará aos alunos como é produzida a ciência em cada instituição. Esta será uma grande oportunidade para despertar o lado cientista que existe em cada um.

A Semana também vai contar com o Ciência vai à Escola, de segunda a sexta-feira, evento no qual as escolas da rede pública de educação básica receberão as visitas de palestrantes voluntários para um bate-papo descontraído e informativo sobre ciência, desenvolvimento sustentável, história, artes, saúde, filosofia, informática e muito mais.

Na sexta-feira (22/10) acontece a grande Festa da Ciência no SESI do Horto Florestal. Distribuídos num espaço de aproximadamente 2000 m², as instituições apresentarão mais de 100 experimentos interativos. Os grandes destaques ficam por conta da Mini Estação Ciência com poço infinito, usina de bicicletas, super looping, experimentos com robôs, simulador de voo, veículos voadores experimentais, exibição de vídeos científicos, performance teatral, entre muitas outras atrações.

Fechando a SNCT, no sábado e domingo, o Parque Vitória Régia receberá o Observatório Móvel de Astronomia da Unesp de Bauru. Através de lunetas e telescópios, o público vai ter a chance de visualizar a Lua, Marte, Vênus e Júpiter, entre outros astros. Essa é uma grande oportunidade para as pessoas conhecerem os planetas e luas que compõe o sistema solar.

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de Bauru é uma realização da Coordenadoria Regional Bauru SNCT, Ministério da Ciência e Tecnologia e conta com o apoio estrutural do SESI, Secretaria Municipal de Educação, Diretoria de Ensino da Secretaria Estadual da Educação, IPMet/Unesp e Coordenadoria do Campus de Bauru da USP. Participam da Semana de C&T a Associação Amigos da Ciência (AAC), Atelier de Brinquedos, Instituto Lauro de Souza Lima, FC/Unesp, FEB/Unesp, FAAC/Unesp, Unesp Medicina Botucatu, FOB/USP, Faculdade Anhanguera de Bauru, HRAC/USP, IESB/Preve, ITE, Etec Astor de Mattos Carvalho/Cabrália Paulista, Fatec Bauru, Fatec Botucatu, Sest/Senat, Senai-Bauru, Senac Bauru, Senac Marilia, FIB, COC-Bauru, Dsolutions, JC na Escola, Sciencenet/Ver Ciência, Secretaria Municipal da Cultura, Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Sociedade do Sol, Piso Seguro, Emdurb, CTI/Unesp, USC, Net Bil, Colégio Batista, Sorri-Bauru, Radio Unesp FM, Uninter, Unip, SB Esperanto e Zoológico Municipal de Bauru. Apóiam o evento o Jornal da Cidade, TV TEM, Rádio Unesp FM, Sciencenet, W Pollice, BR Portais, Agência Aquário, Sky Radical, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

João Paulo Benini, com Marcel Verrumo.

Assessoria SNCT/MCT-Bauru

Fórum de extensão: SUCESSO

Há alguns dias atrás postei algumas informações sobre o Fórum de Extensão Universitária do Câmpus de Bauru (UNESP). Dessa vez venho, por meio deste, comentar o sucesso atingido pelo evento.

Durante os dias 26 e 27 de abril, a Unesp de Bauru, formada pelas Faculdades de Engenharia (FEB), Ciências (FC) e Artes, Arquitetura e Comunicação (FAAC) com o apoio da empresa Jr. RP JR e da Fundação para o Desenvolvimento de Bauru (FunDeB), Fundunesp e Proex, apresentou o FÓRUM DE EXTENSÃO.

No evento estavam presentes grandes mentes das principais universidades do país, que discutiram métodos, procedimentos, condições atuais, qualidade e aplicação da Extensão, bem como sua importância para a sociedade e para os alunos universitários.

Grandes projetos foram apresentados no evento, sobre as mais diversas áreas do conhecimento. Eu mesmo apresentei sobre meu projeto de extensão, “Difusão da tecnologia CAD e CNC como ferramenta básica de criação e produção em pequena escala, acessível à comunidade”. Além desse projeto, outros foram de destaque, tais como o Projeto de Aerodesign desenvolvido no câmpus, apresentado por um amigo, Marco Aurélio Matunaga. Também estiveram presentes projetos sobre energia renovável, oficinas de robôs, e reaproveitamento de resíduos sólidos no câmpus. Este último foi um dos premiados por seu conteúdo, apresentado por outro amigo, Murilo Borges Campos Tonhati.

A qualidade do evento foi de se destacar, onde pudemos ver, durante as apresentações, a qualidade e a grande quantidade de projetos que são desenvolvidos em nosso câmpus, porém que muitas vezes nem sabemos, pois acabam por se apagar em mídias internas, isso quando são divulgados. Esse ponto foi um dos discutidos na finalização do evento. Foi sugerido por alguns participantes a maior divulgação do evento nas mídias regionais, para que se possa alcançar maior público possível da sociedade não só acadêmica.

Os vice-diretores das três faculdades da Unesp de Bauru (FEB, FAAC, FC), estiveram presentes na cerimônia final, onde puderam ouvir sugestões, como a citada anterior, e também agradecer a participação de todos. Eles discutiram a possibilidade de se desenvolver alguma mídia interna, ou externa, específica sobre projetos de extensão universitária, visto que o número de inscritos no evento foi muito mais do que o esperado, sugerindo então um maior foco educacional e informativo.

Destacando a Extensão Universitária

Muita gente comenta sobre projetos, iniciação científica e estágios. Esse papo não é apenas de quem acaba de entrar na faculdade, doido para saber as oportunidades que o esperam. Muitos alunos antigos, os veteranos, vêem na universidade grandes ajudas tanto para o conhecimento quanto para a vida profissional. É nesse contexto que surgem as EXTENSÕES UNIVERSITÁRIAS.

Envolvidos pelas matérias já consagradas em cada curso, o aluno de graduação acaba tendo seu tempo apertado, principalmente para aqueles que cursam integralmente. Porém, mesmo assim, há quem goste de se envolver em atividades extra-curriculares para agregar conhecimento e ver na prática sua própria formação.

Os projetos de extensão universitárias estão presentes, em sua maioria, nas universidades públicas, que no caso do Brasil são as principais desenvolvedoras de novidades que passam a ser utilizadas na vida cotidiana. Caso comum é da tecnologia e da ciência. Nas universidades brasileiras há diversos projetos orientados por professores renomados e muitas vezes pós-doutorados em assuntos de abrangência geral.

Hoje, muitas empresas solicitam como pré-requisito na hora de contratação, participação em projetos extra-curriculares. São exemplos comuns a participação em competições da SAE Brasil e Internacional, que realiza disputas entre as universidades em categorias como Aerodesign, Baja e Fórmula SAE, onde os alunos desenvolvem projetos e aplicam os conhecimentos da Engenharia. Algumas empresas também exigem pelo menos uma iniciação científica.

Sendo assim, levando-se em conta as vantagens que esses projetos fornecem ao estudante universitário, algumas faculdades se vêem na obrigação de realizar eventos que mostrem os projetos desenvolvidos dentro do câmpus e abrem portas para críticas e sugestões. É o caso da Unesp, campus de Bauru.

[photopress:u.jpg,full,alignright]A Faculdade de Ciências de Bauru (FC), juntamente com a Faculdade de Artes Arquitetura e Comunicação (FAAC) e a Faculdade de Engenharia (FEB), todas da Unesp, estão desenvolvendo esse mês, nos dias 26 e 27, um FÓRUM DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. A presidente da comissão do evento é a professora doutora Denise Fernandes de Mello, do departamento de Física da FC.

O evento também é o VI Fórum e a 3ª Mostra de Extensão Universitária da Faculdade de Ciências. A programação inclui palestras, mesas redondas e mostra de trabalhos e está disponível no site. O Fórum tem por objetivo:

  • discutir o Significado da Extensão Universitária nas Instituições Públicas do Estado de São Paulo, com a participação dos Pró-Reitores de Extensão Universitária da UNESP, UNICAMP, USP e UFABC;
  • analisar as Tendências e Perspectivas da Extensão Universitária da UNESP e, especialmente, dos Projetos de Extensão Universitária da Faculdade de Ciências, Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação e Faculdade de Engenharia do Câmpus de Bauru;
  • identificar novas parcerias na comunidade bauruense, para ampliar e valorizar as ações de Extensão Universitária do Câmpus de Bauru;
  • proporcionar uma maior integração dos saberes e experiências entre os docentes-pesquisadores, alunos de graduação/pós-graduação e participantes da comunidade bauruense e região dos Projetos de Extensão Universitária;
  • disseminar os conhecimentos acadêmicos, científicos e culturais dos Projetos de Extensão Universitária desenvolvidos pelos docentes e discentes do Câmpus de Bauru, propiciando à comunidade em geral aprimoramento conceitual, possíveis aplicações e, conseqüentes melhorias sociais;
  • buscar maior integração e aprendizagem entre os participantes, professores e alunos responsáveis pelos Projetos;
  • propiciar aos docentes – pesquisadores e discentes pontos de análises no que se refere ao ensino de graduação e pós-graduação, à pesquisa e o princípio de indissociabilidade entre o ensino, a pesquisa e a extensão universitária, bem como, discutir a relação teoria e prática dos conhecimentos acadêmicos e científicos.
  • VEJA AQUI A PROGRAMAÇÃO DO EVENTO